A YMAA - Linhagem Histórica - Grão-Mestre Li Mao Ching (李茂清) 

 

No ano 2000 tive o prazer e o privilégio de voltar a encontrar   o Mestre Li e  presenciar, através da tradição oral, alguns factos não só sobre a época em que aprendeu as artes marciais, mas também sobre o seu historial de aprendizagem.

  

“Durante a minha infância o treino do Gongfu (功夫) era diferente, especialmente a disciplina, era muito rigorosa” lembra  o Mestre Li, mesmo admitindo que comparando a sua época de treino (1950) com vinte anos atrás (1930) já havia mais tolerância.

 

Tentemos então ter alguma percepção desta época através de algumas datas de referência histórica:

 

  • 1930 – A mentalidade chinesa era muito conservadora e não havia grande abertura ao ocidente, o treino das artes   marciais era muito rígido e a disciplina exigida para treinar, era muito rigorosa.

  • 1936 – Início da II Grande Guerra Mundial

  • 1945 – Termina a II Grande Guerra Mundial

 

 Na China as facções Comunistas de Mao Zedong (毛澤東) e Nacionalistas de Chiang Kai – Shek (嶈介石) disputam a liderança do País.

 

  • 1949 – As tropas de Mao Zedong derrotam as tropas de Chiang Kai – Shek

  • 1952 – Inicio da Guerra da Coreia

1956 – A situação política do extremo oriente começa a ganhar estabilidade

 

Durante este conturbado período da história, as artes marciais não eram praticadas com o espírito de outrora, as pessoas mantinham-se focadas na guerra e na sua sobrevivência.

 

Após a experiência da guerra, a população que reinicia o treino das artes marciais, fá-lo com um espírito de devoção extrema devido á fragilidade emocional do trauma de guerra. No entanto também havia professores que com a guerra nunca mais quiseram ensinar. Ou então faziam-no sem qualquer motivação, como se fosse uma actividade de lazer, o que gerou duas gerações muito diferentes nas artes marciais. Uma de qualidade muito elevada e outra de qualidade muito duvidosa.

 

Era comum nas escolas tradicionais haver castigos físicos por parte dos professores, especialmente quando os alunos treinavam dedicadamente, ou então eram completamente ignorados quando a sua dedicação á arte era pobre. O Mestre  Li recorda “Neste mundo não há nada que se conquiste sem esforço e dedicação, o quanto damos a uma causa, é o quanto dessa causa iremos receber”. E lembra a todos que “Gongfu está relacionado com o suor que se despende no treino, e o tempo durante o qual esse suor é dispendido. Suar por pouco tempo, ou treinar durante muito tempo e não suar, não é Gongfu”.

 

Em relação ao seu historial de aprendizagem cita: ”Comecei o treino das artes marciais aos oito anos de idade (1944), seguindo o meu pai e o meu primo (Shang Huan,尚柦) no treino fundamental de fortalecimento da cintura (Zha Yao Gong, 扎腰工) – Posição a Cavalo (Mabu,馬步). De inicio cinco minutos e mais tarde trinta minutos. Só então começava o treino das formas (Tao Lu,套路). Com a idade de dezasseis anos (1952), aprendi o treino fundamental (Ji Ban Lian Xi, 基本練習) do Bastão (Gunshu, 棍術), Sabre (Daoshu, 刀術) e Espada (Jianshu, 劍術). Com vinte anos (1956) aprendi o treino fundamental da Lança (Qiangshu, 槍術) e aos vinte e três anos (1959) as técnicas de Imobilizações e chaves (Qin Na, 擒拿).

 

O Mestre Li fala então dos seus professores, embora tenha nascido na China, com a idade de dezasseis anos ingressa no exército do Taiwan (台灣), para onde tinha emigrado entretanto e onde até hoje ainda reside. Teve a sua formação no exército onde os professores mais reconhecidos desta era no Taiwan, davam instrução militar, beneficiando assim da oportunidade de aprender de vários professores o que era muito pouco usual. Tradicionalmente um aluno seguia e servia um só mestre, esta situação especial veio inclusive a beneficiar o próprio Mestre Yang (楊俊敏) que admite: “Foi o seu passado invulgar de formação que o levou a aceitar-me como seu aluno sem hesitação, mesmo sabendo que já treinava com outro professor”.

 

Conta-nos então o Mestre Li o seu rol de professores: “Além de meu pai e do meu primo, o meu primeiro professor antes de ter ingressado no exército foi o Mestre You Xi Wei (游希偉) no estilo Xing Yi Quan (形意拳).no exército o meu primeiro professor foi o Mestre Gao Fang Xian (高芳先) no estilo Punho Longo (Chang Quan, 長拳), do Mestres Huang Xing Wu (黃信武) e Wang Zhou Ding (王松亭) treinei o estilo Louva a Deus (Tang Lang Quan, 螳螂拳) e do Mestre Fu Jia Bin (傅嘉宾) aprendi Punho Curto (Duan Quan, 短拳) (Louva a Deus na curta distância).

 

Contudo o meu professor formal Bai Shi (拜师) foi Han Qing Tang (韓慶堂) (significa que foi perante este professor que o Mestre Li prestou a cerimonia das vénias e que foi aceite como discípulo, estabelecendo uma relação vitalícia de pai e filho). Pertenceu á primeira geração do Instituto Central de Guoshu de Nanjing (Nanjing Zhong Yang Guo Shu Guan, 南京中央國術館) tendo-se graduado em primeiro lugar.

 

Seria mais tarde enviado para a Província de Sijian (浙江省) como treinador da academia de polícia daquela que era a terra natal do General Chiang Kai – Shek (嶈介石), fundador da Republica da Formosa – Taiwan (台灣). A sua especialidade era o Punho Longo (Chang Quan, 長拳), destacando-se também nas técnicas de Qin Na (Chaves e Imobilizações, 擒拿) contra faca. Do meu professor aprendi Punho (Quan,拳), Bastão (Gun,棍), Sabre (Dao,刀), Espada (Jian,劍) e Lança (Qiang,槍).

 

Também aprendi no Exercito Luta Chinesa (Shuai Jiao,摔跤) com o Professor Pan Wen Tou (潘文斗), também ele professor numa academia de polícia.

 

Prática das Técnicas Fundamentais do Guoshu (國術基本練習), Autor: Mestre Li

 

Nasci a 5 de Julho de 1927 na Província de Shan Dong (山東省) (província do qual o estilo Louva a Deus é originário) na cidade de Qing Dao (青島).”

 

O Mestre Yang com a idade de dezoito anos (1964) começa a aprender Punho Longo com o Mestre Li, já praticava Grou Branco (白鶴拳) há três anos, manteve-se como aluno, chegando mesmo a ser seu instrutor assistente, até á idade de vinte e sete anos (1973) altura em que interrompe a sua formação para imigrar para os Estados Unidos.

 

Apesar da sua idade, o Mestre Li tem viajado por vários países e continentes ao longo de vários anos, a convite do Mestre Yang, podendo testemunhar que os seus ensinamentos prosperam graças a Yang´s Martial Arts Association (楊氏武藝協會).

 

Somos todos testemunhas que, a relação entre este professor e o seu aluno, corresponde á essência da designação em chinês de Mestre – Pai Professor (Sifu, 師父).

 

 

 

 

Mestre Pedro Rodrigues

 

 

 

Mestre Li demonstra Bastão de Kunwu – Brenna 2006

Mestre Li e Mestre Yang na organização das classes – Brenna 2006

Mestre Li demonstra Tantui na Demo Oficial de Campo  – Brenna 2006

Mestre Li, Sra. Ching e Mestre Yang com a representação da Ymaa Portugal Brenna 2006

Mestre Li Mao Ching – Brenna 2006

Prática das Técnicas Fundamentais do Guoshu (國術基本練習), Autor: Mestre Li

Mestre Li  e Mestre Yang Africa do Sul  2004

  • Facebook Reflexão
  • Reflexão YouTube

Perfil de Facebook

Canal YMAA Portugal

Associação de Artes Marciais Yang Portugal

 

Travessa da Ordem Militar do Hospital

nº7 - 4º Dto

Falagueira

2700-626 Amadora

 

E-mail: info.aamyp@gmail.com