Artigos - Espada (Jian)

Por Dr. Yang, Jwing-Ming

A espada é essencialmente uma arma defensiva, o que requer por isso uma forte estratégia que se baseia na concentração da mente, e que para se obter tal qualidade é preciso paciência, calma e bravura. Os artistas marciais que treinam espada, geralmente praticam meditação. Além de outras qualidades a mestrar, os praticantes da espada apreendiam o respeito das virtudes éticas a partir do seu mestre. O mestre desenvolvia estas qualidades nos seus alunos, que passavam pela narração de contos e histórias inspiradoras.

 

Primeiro, o aluno aprendia a ser leal e sincero, principalmente a ser leal à sua nação, ao seu mestre, aos seus pais e os seus amigos. Lealdade verdadeira, mesmo que para tal fosse necessário morrer. Lealdade com honra é uma grande virtude. Segundo, era ensinado o respeito, o qual está estritamente ligado à humildade, quando se é humilde, consegue‐se respeitar a arte, o estilo, os outros artistas marciais, os pais e o instrutor. Outra qualidade cultivada pelos mestres, e talvez a mais importante, é a rectidão; aos alunos, é‐lhes confiado que devem agir somente nos interesses da rectidão e da justiça.

 

Todas estas qualidades, caracterizam um mestre de espada, o que faz com que ele seja respeitado por todos e que viva uma vida de prática, com honra.

 

 

Definição de Espada:

 

Existem duas classificações de armas que são normalmente chamadas de espada no mundo Ocidental. Uma é a espada de gume duplo ou a espada de lâmina estreita ou direita a que se dá o nome de Jian em Chinês. A outra é uma arma de lâmina ligeiramente curva e de folha simples a que na China se dá o nome de Dao, esta arma é conhecida como sabre. É comum encontrar estas armas com dimensões mais pequenas, muitas das vezes inferiores ao tamanho de um braço, a que se dá o nome de punhal Bi Shou, os punhais são fáceis de ocultar no vestuário como por exemplo numa manga ou numa bota.

 

“Sabre, poder, ganho pela força. Espada, branda, ganha pela técnica”

Estrutura da Espada:

 

A estrutura da espada consiste em duas grandes partes, a primeira pela lâmina e a segunda pelo punho. Em relação à lâmina esta divide‐se em três secções, sendo ambos os lados da lâmina afiados. Assim, a primeira secção designa‐se pela ponta da lâmina, que é extremamente fina e muito afiada e nunca é usada para bloquear, pois pode‐se danificar facilmente, por isso serve unicamente para atacar.

 

A secção média da lâmina é mais grossa e menos afiada que a ponta, sendo usada para deslizar, guiar, aderir e cortar. A última secção é usada em situações onde o bloqueio das técnicas se torna mais urgente e violento. Por sua vez, a zona do punho é constituída pelo punho em si e pelo guarda mão, o corpo do punho é sempre direito, enquanto que o guarda mão é sempre plano e perpendicular à lâmina.

 

Na generalidade, a espada é uma peça única de metal, enquanto o punho e o guarda mão são peças separadas e fixadas na extremidade com uma porca e um rebite. Devido à sua construção, o artista marcial de Taiji irá querer manter o seu adversário na média e na longa distância, a fim de poder tirar maior partido do uso da sua arma.

 

  • Facebook Reflexão
  • Reflexão YouTube

Perfil de Facebook

Canal YMAA Portugal

Associação de Artes Marciais Yang Portugal

 

Travessa da Ordem Militar do Hospital

nº7 - 4º Dto

Falagueira

2700-626 Amadora

 

E-mail: info.aamyp@gmail.com